Pular para o conteúdo
Início » Fundos Imobiliários: Como analisar e escolher os melhores Fundos Imobiliários

Fundos Imobiliários: Como analisar e escolher os melhores Fundos Imobiliários

Os fundos imobiliários, como já falamos por aqui, são uma ótima opção de investimento que oferece aos investidores a oportunidade de receber bens imóveis do mercado imobiliário sem a necessidade de adquirir imóveis físicos.

Avenida Faria Lima – São Paulo/SP

No entanto, para obter sucesso nesse tipo de investimento, é essencial realizar uma análise criteriosa antes de investir em um fundo imobiliário.

Porque, assim como qualquer outro investimento, a falta de conhecimento na hora de investir pode trazer sérios riscos, levando à perda do valor investido!

Por isso, abordaremos os seis principais indicadores para você analisar os fundos imobiliários:

  1. Rendimento de Dividendos
  2. Vacância
  3. Liquidez
  4. Localização
  5. P/VP (Preço sobre Valor Patrimonial)
  6. Diversificação.

Rendimento de Dividendos com Fundos Imobiálirios

O Dividend Yield é uma métrica importante para analisar a rentabilidade de um fundo imobiliário. Ele representa a relação entre os distribuídos distribuídos pelo fundo e o preço de suas cotas.

Uma alta taxa de Dividend Yield sinaliza que o FII está distribuindo uma porcentagem considerável dos seus rendimentos aos investidores.

Recomenda-se analisar o Dividend Yield nos últimos 12 meses do fundo e de outros fundos semelhantes no mercado para avaliar sua atratividade.

Entendemos que um fundo com Dividend Yield de no mínimo 8% é um FII que está distribuindo lucros com dividendos.

Vacância dos Fundos Imobiliários

A vacância é a porcentagem de áreas não ocupadas nos imóveis do fundo imobiliário. Ao analisar o fundo, é crucial avaliar a taxa de vaga dos imóveis que compõem sua carteira.

Uma baixa taxa de vaga é um sinal positivo, pois indica que os imóveis estão sendo bem ocupados, o que pode resultar em rendimentos mais estáveis ​​para o fundo.

Uma vacância abaixo de 10% é uma porcentagem boa. Quanto mais baixa, melhor; quanto maior, mais irá afetar os rendimentos do fundo.

Liquidez dos Fundos Imobiliários

A liquidez é a facilidade de compra e venda de cotas de um FII. Ao verificar a liquidez de um fundo imobiliário, é importante considerar o volume médio de negociação de suas cotas e também o número de investidores.

Fundos com alta liquidez são mais fáceis de comprar e vender, o que permite ao investidor maior flexibilidade.

O ideal é ter um volume diário acima de 1 milhão de cotas negociadas por dia.

O fundo MXRF11 (Fundo de papel) tem hoje uma disponibilidade operacional de mais de 8 milhões de cotas negociadas, um número bem expressivo e ótimo para quem investe, pois oferece mais segurança caso o investidor queira se desfazer do FII.

Já o fundo CNES11 (Fundo de tijolo) tem hoje uma paciência diária de mais de 4 mil cotas, um número muito baixo, o que dificulta a venda ou compra de cotas do mesmo para o investidor.

Localização dos Imóveis que compõe os Fundos

A localização é uma métrica muito importante na análise de um fundo imobiliário. Imóveis bem localizados tendem a ter maior demanda e valorização ao longo do tempo.

Garantir onde os imóveis estão localizados, a infraestrutura ao redor e a perspectiva de desenvolvimento futuro pode fornecer informações para a tomada de decisão de investimento.

Um fundo imobiliário de shoppings, por exemplo, localizado em lugares estratégicos com alto fluxo de pessoas, tende a ter altos rendimentos de rendimentos e também no valor da cota.

P/VP (Preço sobre Valor Patrimonial)

OP/VP é uma métrica que compara o preço da cota do fundo com o seu valor patrimonial. O Preço sobre Valor Patrimonial é calculado dividindo o valor total do patrimônio do fundo pelo número de cotas privadas.

Por exemplo, o MXRF11 tem, na data de hoje, um valor patrimonial de R$2.373.603.997,47 e atualmente tem 222.209.663 cotas. Dividindo o valor patrimonial pelo número de cotas, teremos um P/VP aproximado de 1,05.

Um P/VP de 1 significa que você está pagando um valor justo pela cota. Mas um P/VP de 1,30, por exemplo, significa que você está pagando um valor muito caro pela cota.

Já um P/VP abaixo de 1 significa que você está pagando um valor descontado pela cota, o que é permitido para o investidor.

Vale ressaltar que um P/VP muito baixo em relação à média pode indicar indícios de má diligência dos administradores. Você estará comprando barato, porém, caso o fundo tenha resultados negativos, você acabará tendo prejuízos.

Diversificação de ativos do Fundo Imobiliário

A diversificação é importante em qualquer tipo de investimento, e não será diferente com fundos imobiliários. Ao analisar um fundo imobiliário, é importante verificar a diversificação da carteira de imóveis do fundo.

Fundos com imóveis em diferentes segmentos, como residencial, comercial e industrial, em diferentes regiões geográficas e com diferentes tipos de inquilinos, minimizam os riscos para o investidor, trazendo mais segurança.

Já um fundo que possui apenas um ou dois imóveis proporciona riscos ao investidor, pois pode ocorrer alguma eventualidade, como um incêndio em um edifício, causando danos que afetariam drasticamente os investidores.

Por outro lado, um fundo imobiliário que possui vários ativos, e caso um dos imóveis apresente problemas, o fundo não será afetado por completo, pois existem outros imóveis na carteira.

E aonde você pode verificar todas essas métricas que mencionamos aqui? Existem varios sites que mostrar não so essas métricas, mas varias outras! Como Funds Explorer, Status Invest. Investirdor 10 e varias outras.

Conclusão

Investir em fundos imobiliários pode ser uma oportunidade atraente para obter propriedades externas do mercado imobiliário sem adquirir imóveis físicos. No entanto, é crucial realizar uma análise cuidadosa considerando métricas como Dividend Yield, Vacância, Liquidez, Localização, P/VP e Diversificação. Ao avaliar esses aspectos, os investidores podem tomar decisões mais ansiosas, ansiosas e aumentando as chances de sucesso em seus investimentos em fundos imobiliários.

É essencial realizar uma análise aprofundada e considerar todas as análises de métricas em conjunto antes de investir em um fundo imobiliário. Além disso, é recomendável buscar informações adicionais, como relatórios financeiros, prospectos e análises de especialistas do mercado imobiliário. Lembre-se de que investimentos em fundos imobiliários envolvem riscos, e é importante estar ciente de suas próprias metas e tolerância ao risco antes de realizar qualquer investimento.

2 comentários em “Fundos Imobiliários: Como analisar e escolher os melhores Fundos Imobiliários”

  1. Pingback: Fundos Imobiliários: Como Investir e GANHAR uma renda EXTRA!

  2. Pingback: Dividend Yield: O que é e Como Funciona - Insvista Dividendos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *